Somos um carro ou um formigueiro?

No jornal diário vemos todos o dias uma explicação precisa e plausível da razão da bolsa de valores ter apresentado uma queda ou galgado uma subida no dia anterior. Ficamos com a nítida impressão de que o comportamento da bolsa de valores tem sentido. Isso conforta a nossa mente ávida por encontrar uma razão plausível para cada fenômeno que vivenciamos, mas, infelizmente, é irreal. Com o desenvolvimento de sistemas é a mesma coisa: buscamos sempre uma boa razão para os desvios, mas vocês conhecem alguma empresa que já conseguiu prever o conjunto de funcionalidades, qualidade, pessoas e prazo de um projeto de software?

Continue lendo este artigo.